Era um dos grandes trunfos do Windows 10: o suporte de aplicações do iOS e do Android. Ainda que sejam sistemas operativos de classes diferentes, seria importante para a Microsoft fortalecer o seu ecossistema com as ferramentas emergentes do mercado mobile.

Para isso a tecnológica anunciou a criação de conversores - usando a maior parte do código já desenvolvido, os programadores conseguiam colocar as suas aplicações na loja do Windows. Para quem desenvolve o apelo é claro: mais utilizadores em mais plataformas.

Mas de acordo com uma porta-voz da tecnológica norte-americana, o suporte de aplicações Android não está a correr como o previsto. O projeto Astoria, como é denominado, estará a ser reavaliado, como salienta uma reportagem do Windows Central.

“Estamos comprometidos em oferecer aos programadores muitas opções para trazerem as suas aplicações para a plataforma Windows, incluindo conversores já disponíveis para a Web e para o iOS, e brevemente para Win32. O conversor Astoria [para Android] ainda não está pronta, mas existem outras ferramentas que são boas opções para os programadores”, disse mais tarde uma porta-voz da Microsoft à imprensa internacional.

À partida sempre existiram diferenças entre os projetos: o conversor de aplicações para iOS era transversal a todos os equipamentos, enquanto as aplicações para Android só funcionariam na versão Windows 10 para smartphones.

A Microsoft não adiantou uma data sobre quando pode o conversor para Android ficar disponível.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.