A aplicação aproveita a tecnologia de realidade aumentada integrada nos óculos para oferecer aos seus utilizadores informação vária sobre as obras expostas, com direito a vídeos e fotos.

Com uma ordem para "começar a visita", a câmara é ativada para que a app vá mostrando ao utilizador informação acerca da obra para onde este está a olhar.

A aplicação também oferece a tradicional "visita guiada" em modo áudio e um mapa em tempo real que mostra a localização do utilizador, indicando o caminho a seguir para ver determinada alguma obra de arte, por exemplo.

O software, que é "personalizado" para cada um dos museus que aderir ao programa de licenciamento da GuidiGo, foi desenvolvido no âmbito do programa Glass at Work, que certifica empresas que criam aplicações empresariais para a tecnologia da Google.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.