A Google promoveu mais uma campanha de divulgação do Project Glass, os óculos de realidade aumentada que a empresa de Mountain View tem desenvolvido nos últimos meses. Tal como acontece atualmente, por muito apelativos que sejam os dispositivos móveis, estes precisam de ser acompanhados por um ecossistema de aplicações que tornem o equipamento funcional e produtivo.

No festival SXSW 2013, e que o TeK já analisou numa Montra esta semana, a tecnológica norte-americana revelou um pouco mais sobre os smartglasses: que aplicações estão a ser desenvolvidas e como funcionam em termos de interface. Gmail, Evernote, New York Times e Path foram os exemplos mostrados à imprensa.

O interface de utilizador é semelhante aos cartões de sugestões do Google Now e dá pelo nome de Timeline Cards. Os blocos de informação vão sendo apresentados no campo de visão do utilizador dependendo da aplicação que se trata. No caso do NYT, é distribuída por hora uma notícia que corresponde ao tema mais atual e importante do momento. Em alternativa, pode ser o utilizador a requerer a notícia através de ordens vocais. As imagens que se seguem são da autoria do The Verge.

[caption]Google Glass[/caption]

[caption]Google Glass[/caption]

No caso do Gmail é possível responder a emails diretamente através do dispositivo com comandos de voz. O grupo de mensagens que são recebidas no equipamento é previamente definido pelo utilizador, tal como acontece no widget para smartphones.

[caption]Google Glass[/caption]

"A tecnologia que todos gostam sem saírem do momento", foi a forma como descreveu a utilização das aplicações nos Google Glasses o evangelista Timothy Jordan.

No caso do Path, a pessoa recebe notificações de algumas fotografias carregadas pela rede de contactos e através do painel sensível ao toque é possível deslizar por um conjunto de emoticons que vai representar a forma como o utilizador se sente em relação à imagem que foi partilhada.

[caption]Google Glass[/caption]

[caption]Google Glass[/caption]

Todos os softwares apresentados foram desenhados exclusivamente para o Glass Project e fazem uso da Mirror API, a interface de programação disponibilizada pela Google para os smartglasses.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.