Nem o Big Ben como cenário de fundo vale a Londres que faz definitivamente parte do segundo grupo, a ter em atenção os resultados do projeto Selfieexploratory, apoiado pela Somerset House para a exposição Big Bang Data, que compara com as restantes grandes cidades que compõem a iniciativa Selfiecity.

Da análise, feita com recurso a software de reconhecimento facial que avalia os níveis de felicidade “emitidos”, fica a saber-se que os londrinos estão abaixo da média face aos habitantes de Banguecoque, Berlim, Moscovo, Nova Iorque e São Paulo.  

Os resultados mostram também que os londrinos tiram selfies com poses mais “direitas” e contidas, e que normalmente encaram a câmara virando o rosto em 15 graus, menos do que os 20 que perfazem a média nas restantes cidades. Em Londres também se nota uma maior propensão para tirar autorretratos com óculos.

[caption][/caption]

Para o projeto foram analisadas um total de 3.840 selfies publicadas no Instagram, 640 por cada cidade. É possível filtrar os resultados para cada uma delas.

Os resultados originais da iniciativa Selfiecity - que abrangia Banguecoque, Berlim, Moscovo, Nova Iorque e São Paulo - foram conhecidos há alguns meses e apontavam os habitantes da cidade brasileira  e os da cidade tailandesa como os que mais sorriem para as fotos. Os russos eram os mais tristes, lugar que os londrinos acabam de “roubar”.   

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.