A possibilidade do negócio dos mapas da Nokia ser comprada por um consórcio da indústria automóvel já tinha sido avançada pela Bloomberg e é hoje confirmada pela empresa finlandesa que completa assim um ciclo de tranformação que começou com a integração da Nokia Siemens Networks, seguiu com a venda do segmento de telemóveis à Microsoft e que passa também pela aquisição da Alcatel-Lucent.

Recorde-se que a Nokia contruiu o negócio de mapas depois da aquisição da Navteq em 2008, por 5,7 mil milhões de euros, um negócio que chegou a ser investigado pela Comissão Europeia.

Segundo informação enviada à imprensa, a venda do HERE deverá estar finalizada no primeiro trimestre de 2016 e a transação tem um valor de 2,8 mil milhões de dólares.

A revisão da estratégia para a área de mapas e serviços de localização foi anunciada em abril deste ano, aquando da divulgação da intenção de comprar a Alcatel-Lucent, e desde então a Nokia tem vindo a negociar com possiveis compradores. 

A área de negócio HERE foi uma das apostas estratégicas para a Nokia e o desenvolvimento de mapas e serviços de localização é considerado um dos segmentos bem sucedidos, que tem ajudado a fazer a diferença. Os mapas são usados por várias empresas e players de Internet, entre os quais a Microsoft, Samsung e SAP e as aplicações para telemóveis estão disponíveis para Android, iOS e Windows Phone.

Aaplicação dos mapas HERE são pré-instalados no Windows Phone e no Android contam com mais de 4 milhões de downloads. Em março deste ano chegaram também definitivamente ao iOS depois de uma primeira versão ter sido retirada da loja da Apple.

O HERE tem funcionado como uma área de negócio separada e no primeiro semestre deste ano as receitas elevaram-se a 551 milhões de euros, com lucros de 28 milhões, mas em 2014 as perdas elevaram-se a 1.241 milhões. A área de negócio tem 6.454 colaboradores e não foi comunicada qualquer intenção de despedimentos. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.