As plataformas de streaming continuam a desenvolver soluções que permitam melhorar a qualidade de imagem, enquanto tornam os ficheiros mais leves durante as transmissões, para poupar espaço nos equipamentos e no tráfego de dados. A Netflix começou a testar o novo codec de vídeo AV1 na aplicação para Android, que segundo é referido consegue 20% mais compressão dos conteúdos que aquele que está atualmente em utilização, o VP9.

Para já apenas alguns títulos selecionados podem ser consumidos com o novo codec, através da opção de poupança de dados. Mas o plano é depois migrar para o AV1 em todas as plataformas, para tal, tem vindo a trabalhar com fabricantes dos equipamentos e dos processadores, refere o Engadget.

tek netflix

Conforme é referido, o codec baseia-se em código aberto, o que lhe valeu o suporte de diversas empresas tecnológicas. O AV1 foi desenvolvido pela Alliance for Open Media, fundada em 2015 por um grupo de gigantes tecnológicas como a Netflix, Amazon, Intel, Microsoft e Google, sendo depois adicionada a Apple.

A tecnológica da maçã é uma das grandes interessadas, visto que a VP9, o codec atualmente em uso, não suporta todas as funcionalidades em equipamentos como o Apple TV e iPad Pro, nomeadamente não se consegue assistir filmes a 4K no YouTube.

Considerando que o novo codec está “arrumado” numa caixa de opções para poupar dados, isso significa que para já ainda não está otimizado para a melhor imagem. A opção deixa um alerta de que a utilização do AV1 no streaming HD requer um computador potente. Muito provavelmente o hardware ainda não está em sintonia com o novo codec.

tek netflix

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.