É certo que a pandemia de COVID-19 tornou os nossos hábitos ainda mais digitais e, para muitos, passar horas a “saltar”, por exemplo, entre o Facebook, Instagram, TikTok e YouTube passou a ser uma forma de afastar o aborrecimento em casa. Um novo relatório da App Annie revela que a tendência é crescente e que são cada vez mais os utilizadores que recorrem todos os dias a aplicações com funcionalidades semelhantes.

Os especialistas começam por explicar que a pandemia fez aumentar o número de aplicações instaladas e utilizadas ativamente. Na segunda metade de 2020, o consumidor médio tinha 110 aplicações instaladas no seu smartphone. No período homólogo de 2018, o número situava-se nas 87 apps.

Os utilizadores estão também a passar mais tempo nas aplicações, tendo atingindo a marca das 3,7 horas diárias. O valor representa um aumento de 42% face à segunda metade de 2018. A tendência que se manteve ao longo do ano passado teve o seu início após a tomada de medidas de confinamento mais “apertadas”

O número de aplicações instaladas e utilizadas cresceu em todas as categorias analisadas. Em destaque está a do entretenimento, que registou um crescimento de 24% no que toca a instalações. Já na das comunicações verifica-se um aumento de 17% quanto ao nível de utilização.

Comparando os dados relativos à segunda metade de 2019 e de 2020 é possível constatar que o número de horas passadas aumentou significativamente nas categorias do entretenimento (mais 38%), redes sociais (mais 22%) e comunicações (mais 16%).

Os especialistas notam que os consumidores usam múltiplas aplicações com funcionalidades semelhantes para dar resposta às suas necessidades. Por exemplo, nos Estados Unidos, 9 em cada 10 utilizadores de aplicações Android da “família” Facebook também recorrem frequentemente ao YouTube, considerando que 7 o visitam todos os dias.

Regista-se a mesma tendência em relação ao Instagram e YouTube. Neste universo, mais de 30% dos consumidores norte-americanos também usam frequentemente aplicações como o Twitter, Snapchat e Netflix. O relatório indica que 28% do grupo de inquiridos em questão usam o TikTok.

A propósito da popular aplicação da ByteDance, os especialistas detalham que 99% dos utilizadores questionados também frequentam o YouTube. Os dados indicam que 76% dos utilizadores do TikTok costumam aceder ao Facebook e que mais de metade usam o Instagram e o Snapchat.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.