Durante todo o ano a equipa do SAPO TEK dedicou muitas das suas energias a procurar e experimentar as melhores apps para o seu smartphone ou tablet, alternando entre as ferramentas úteis e apoio à produtividade e os jogos e outras aplicações de lazer.

Esta semana entre o Natal e o Ano Novo é mais leve e por isso trazemos-lhe sobretudo jogos, música e ideias para pôr os olhos no céu. Passe pelas sugestões abaixo e instale também estas apps. E Bom Ano de 2019!

É uma estrela ou é um planeta? A app Star Walk 2 ajuda a interpretar o céu

Segundo a tradição os três reis magos olharam para o céu e usaram a estrela de Belém como orientação para encontrar o menino Jesus. Se tivessem a app Star Walk 2 o trabalho seria mais fácil.

A aplicação já tinha sido referida pelo SAPO TEK entre as melhores apps para iPad e iPhone, mas hoje decidimos recuperá-la, até porque continua a estar entre as melhores e as mais completas para quem precisa de uma ajuda a interpretar as estrelas e constelações.

A app apresenta-se como um guia para interpretar o céu e permite apontar o smartphone ou tablet para o céu e perceber que constelações e estrelas estão no firmamento. Para isso recorre a sensores e ao GPS, mas tem muito mais informação sobre planetas e nebulosas, com modelos 3D.

Na versão paga há ainda mais funcionalidades a explorar, com dados sobre a hora de surgimento de planetas, as fases da lua e a possibilidade de seguir em tempo real os mais de 8 mil satélites em órbita.

A app é gratuita para Android e iOS mas tem compras in-app.

Lemmings estão de regresso aos videojogos, mas para mobile

Os fãs poderão salvar (ou sacrificar) as pequenas criaturas, conduzindo-as através dos níveis repletos de puzzles.

A Sony ressuscitou a série Lemmings, um jogo de puzzles cujo objetivo é conduzir um grupo de criaturas ao longo do nível para os salvar. O conceito é muito semelhante aos originais, que têm mais de 25 anos: as personagens deslocam-se sozinhas, em fila indiana, cabendo ao jogador utilizar diferentes habilidades para as conduzir ao longo do nível, evitando que se suicidem no caminho. Mesmo que tenha de sacrificar algumas pelo caminho para salvar as restantes.

Quando supera os níveis, os Lemmings descobrem novas tribos e claro, habilidades distintas para superar os obstáculos. A história começa com uma catástrofe ambiental que deixou os Lemmings sem lar, e por isso, terão de explorar universo à procura de um novo planeta.

Quando avança pelos níveis, irá desbloquear objetos para dar vida aos planetas, estando prometidos “milhares” de níveis para superar. O estúdio que produziu esta versão, a Sad Puppy, explica que cada cenário foi gerado aleatoriamente, tendo sido depois curados pelos criadores para garantir a qualidade necessária.

O jogo promete controlos simples, utilizando o ecrã tátil dos dispositivos, e os níveis foram desenhados para serem jogados na vertical, para oferecer aos jogadores uma experiência confortável a segurar o smartphone.

O jogo é gratuito e pode ser obtido em versões iOS e Android.

Monstros invadem os smartphones para contar histórias

Monster Hunter Stories é mais um esforço das principais editoras trazerem videojogos premium para os dispositivos mobile.

Ao contrário da maioria das propostas gratuitas que o SAPO TEK propõe para os smartphones, Monster Hunter Stories é uma proposta premium, adaptada diretamente da versão disponível na consola portátil 3DS da Nintendo.

A Capcom avança com um preço de 19,99 euros, um valor reduzido tendo em conta o original, mas os interessados podem primeiro aceder a uma demonstração gratuita de avaliação. Chama-se The Story Begins e é uma aplicação separada, mas se decidir comprar o jogo completo, todo o progresso é transferido. A empresa garante que o jogo não tem qualquer conteúdo adicional pago, como é habitual em títulos gratuitos.

Ao contrário das restantes versões desta popular série, em que o jogador encarna um caçador de monstros, nesta aventura as personagens criam ligações com os mesmos, vivendo em harmonia. O objetivo é explorar o mundo e encontrar novas espécies para adicioná-las à coleção, entrando em combates contra inimigos enquanto se desenrola a história. É possível jogar a solo, mas também desafiar amigos para combates online.

Esta versão mobile tem uma interface adaptada, gráficos com maior resolução e um novo sistema de gravação do progresso da história. Pode fazer o download das versões iOS e Android.

Music Year in Review: reveja os números do seu ano de músicas na Apple Music

Esta é uma espécie de "Wraped", mas para a app de streaming da Apple.

Ao contrário do Spotify, a Apple Music não oferece qualquer sistema que permita aos seus utilizadores rever e analisar o seu consumo anual de música. No entanto, há uma aplicação externa que desempenha muito bem essa função. Apesar de oficiosa, a Music Year in Review cria estatísticas baseadas nos artistas e nas horas que passou a ouvir música através da plataforma de streaming da gigante tecnológica. A app foi desenvolvida pela NoiseHub.

Embora sirva o propósito, o programa não é tão completo quanto a iniciativa do Spotify, que oferece métricas e listas compostas por algumas das faixas que mais ouviu durante o ano. No entanto, a aplicação pode ser utilizada para consultar dados mais básicos, como o artista que mais ouviu em 2018, por exemplo.

tek music year in review

Para usar a app, tem apenas de fornecer o seu email e de conectar a app ao serviço de streaming.

Para além do seu artista predileto, pode ainda saber quantas horas passou a ouvir música, qual o seu género favorito e qual as faixas a que dedicou mais atenção.

A Music Year in Review está apenas disponível para iPhone e é totalmente gratuita.

Rocket Science 101: Não precisa de ser um cientista da NASA para fazer estas missões

Entre as missões da NASA está um propósito claramente educativo e esta app faz parte desse objetivo.

A app Rocket Science 101 (RS101) é destinada aos mais jovens mas pode bem ser um bom ponto de partida para os mais crescidos que têm fascínio com o espaço e que sempre sonharam tornar-se astronautas.

Basta selecionar a missão da NASA que quer replicar e construir o foguetão para o lançamento em órbita. Toda a informação vais ser mostrada no ecrã do tablet ou do smartphone, em passos simples e com a possibilidade de ir juntando as peças para a construção do foguetão. É um processo de tentativa e erro até selecionar o veículo certo em cada missão e os elementos que tem de juntar, com explicações sempre em inglês.

Com esta missão vai aprender porque é que a agência espacial fez cada uma das escolhas e um pouco mais sobre cada u dos componentes, e para o que é que são utilizados.

A app Rocket Science 101 está disponível para download em smartphones e tablets Android e iOS, e é gratuita.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.