Os sistemas operativos iOS e Android são os mais instalados nos smartphones, mas assentam em arquiteturas tão distintas que as empresas têm dificuldade em lançar versões das suas aplicações em simultâneo. Por norma, lançam num sistema primeiro, e depois no outro. Mas a Google pretende mudar esse paradigma com a sua solução Flutter, um SDK open-source gratuito que possibilitam a rápida produção de apps, simultaneamente nos dois sistemas.

Durante a Mobile World Congress, a decorrer em Barcelona, a gigante tecnológica lançou a primeira pedra do Flutter, tornando-o oficialmente beta. Salientou ainda que será compatível com o seu futuro sistema operativo Fuchsia e já pode ser utilizado no novo iPhone X.

Através deste SDK, os produtores podem utilizar o seu motor de renderização (que tem como base a C++) e a respetiva framework. Após concluído, o Flutter prepara um pacote de instalação para o respetivo sistema operativo. A vantagem, para além do SDK utilizar linguagem conhecida e já utilizada pelos programadores, é que tem integrado widgets diferenciados em cada plataforma, tais como a navegação, ícones, fontes ou o sistema de scrolling. O sistema contém ainda interfaces de utilizador (UI) e API preparados para animações, gestos, efeitos e outros aspetos que os programadores necessitem para as suas aplicações.

Mas o que a Google mais salientou foi a rapidez com que os programadores podem testar as modificações e correções de bugs, graças a um sistema de rápido reload sem perder informações no processo. O Flutter foi desenhado para conseguir correr apps mais exigentes, como videojogos, a 60 frames por segundo.

O site oficial do Flutter contém toda a informação técnica para quem quer começar já a produzir as suas aplicações com esta solução da Google. Futuramente serão adicionadas novas funcionalidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.