A estimativa é da Canalys. A empresa de estudos de mercado acredita mesmo que a Apple terá sido a única fabricante de relógios inteligentes a vender mais de 300 mil unidades durante o terceiro trimestre do ano, aumentando para sete milhões o número total de relógios vendidos desde que o gadget foi lançado.

O Apple Watch chegou às lojas com preços entre os 349 e os 10 mil dólares, posicionando-se entre as opções mais caras do mercado, um atributo que parece não intimidar os consumidores. Isso se os os números da Canalys estiverem certos, algo que não é possível verificar, uma vez que a empresa nunca revelou números de vendas do produto.  

A segunda fabricante com melhores resultados no período foi a Pebble, que terá enviado para as lojas 200 mil unidades do seu smartwatch. O sucesso da fabricante entre julho e setembro é a consequência do lançamento durante o período em análise de uma nova edição do relógio, o Time Steel.

Na mesma altura as vendas do Samsung Gear terão caído, mas vale a pena sublinhar que a empresa só renovou a oferta nesta área já durante o mês de outubro, quando foi lançado o Gear S2.

Ainda no mercado dos wearables, os dados apurados pela Canalys mostram que a Fitbit e a Xiaomi foram as marcas que venderam mais pulseiras de fitness no terceiro trimestre, período que também assinalou a chegada da fabricante chinesa aos 10 milhões de pulseiras Mi Band vendidas, em termos acumulados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.