Com uma base de clientes na ordem dos 760 milhões, a China Mobile poderá gerar um impulso positivo nas vendas da Apple naquele país asiático na ordem dos 17 milhões em 2014, preveem os analistas.



A conclusão do acordo com a China Mobile foi divulgada pelo The Wall Street Journal, que cita fontes próximas ao processo para garantir que a operadora chinesa começa a vender o iPhone nas suas lojas no próximo dia 18 de dezembro.



A China Mobile é o único grande operador de telecomunicações a nível mundial que ainda não vende os smartphones e tablets da Apple. As duas empresas estariam em negociações desde o verão para alterar essa situação.



As informações disponíveis indicam que o novo iPhone será vendido na rede da operadora por um preço entre os 525 e os 575 dólares, sendo que os 17 milhões de unidades estimadas a mais nas vendas da operadora no país para o próximo ano são vistas como uma previsão conservadora.



A China é um dos mercados onde a chegada de novas versões do iPhone é sempre aguardada com expectativa e com muitas filas à porta das lojas da Apple.



O acordo que a fabricante terá agora finalizado para com a China Mobile segue o modelo que a Apple tem posto em prática nos restantes países onde opera e onde começou por vender o equipamento através das suas lojas e através de parcerias exclusivas e mais tarde abriu a comercialização a uma rede mais vasta de retalhistas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.