Chama-se Start N9500 e é uma versão chinesa do Samsung Galaxy S4. Três vezes mais barato que o smartphone verdadeiro, o telemóvel é um chamariz para muitos os que gostam de ter um smartphone conhecido sem gastar a mesma quantia de dinheiro que os restantes utilizadores. Mas de acordo com uma empresa alemã de segurança informática, a versão chinesa do telemóvel já vem com malware instalado de origem.



Numa publicação a G Data explica que os utilizadores nunca conseguem detetar o malware, que vem disfarçado como sendo a loja de aplicações da Google e funcionando em segundo plano. O software malicioso rouba todos os dados pessoais do utilizador e envia-os para um centro de dados na China.



O malware consegue ainda fazer com que outras aplicações sejam instaladas sem que o utilizador se aperceba, o que provoca outro tipo de danos: acesso remoto às câmaras e microfone do smartphone, e interceção de chamadas. O trojan tem ainda a capacidade de bloquear a instalação de aplicações de segurança.



Segundo as explicações da G Data, o telemóvel é amplamente vendido na Europa pelo que podem existir milhares de utilizadores que têm os seus dados roubados. E como o malware faz parte do firmware original do smartphone, não pode ser removido de forma simples.



O Star N9500 é vendido entre 130 a 165 euros e traz uma segunda bateria de “oferta”, bem como uma capa de proteção. A G Data aconselha os consumidores que compraram o equipamento a devolver o mesmo e a contactar os vendedores.



Em bom rigor, o que os piratas informáticos chineses fazem não difere muito de uma das técnicas aplicadas pela Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA), que desviava equipamentos encomendados para instalar programas de espionagem.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.