O código fonte dos óculos reinventados pela gigante da Internet está disponível para download a partir do site Google Code site, num ficheiro de 68,9 MB, mediante licença GNU GPL v2.

O kernel vai permitir aos programadores terem uma ideia melhor do que o dispositivo é capaz de fazer e 24 horas depois da publicação surgiam as primeiras "leituras" das linhas de código.

Segundo os especialistas, há referências a capacidades NFC, embora possa simplesmente ser uma referência genérica relacionada com a própria versão do Android.

Sugere-se também que os utilizadores poderão tirar fotos apenas com um piscar de olhos e controlar a navegação no browser apenas com o polegar e o indicador, como se de um touch screen se tratasse, escreve a CNET.

A publicação do código foi feita horas depois de terem sido anunciados os primeiros jailbreaks dos óculos inteligentes, pelas mãos de Jay Freeman 'Saurik' e Liam McLoughlin, dois dos 2.000 participantes escolhidos para integrarem o "piloto" #ifihadglass.

A "destreza" dos programadores era algo com que a Google já estava a contar, e por isso a criadora diz ter "deixado intencionalmente aberto o dispositivo", para que seja possível "fazerem coisas loucas e divertidas com ele", escreveu Stephen Lau, diretor técnico do Google Glass.

As últimas semanas foram plenas de atividade em redor do projeto, nomeadamente com a entrega dos primeiros modelos e com o anúncio das especificações técnicas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.