O processo que decorre na Califórnia é originado por consumidores que acusam a Google de obrigar fabricantes como a Samsung a instalar as suas aplicações de email e acesso a vídeo, assim como o motor de busca em detrimento de outras opções, como o Bing da Microsoft

A acusação alegavam a existência de concorrência desleal e defendiam que esta obrigação levava a um aumento do preço dos terminais porque os rivais não conseguiam competir pelo espaço privilegiado dos ecrãs onde as aplicações da Google têm lugar garantido.

A notícia avançada pela agência Reuters revela que a juíza Beth Labson Freeman declarou que a acusação não conseguiu fazer prova de que esta prática aumenta os preços dos equipamentos dos fabricantes que eram alegadamente alvo de pressões e que faltou também a prova de ligação entre os fabricantes e os próprios consumidores.

A acusação tem agora três semanas para rever os seus argumentos à luz da lei de concorrência desleal da Califórnia.

A Google é alvo de vários processos por alegado abuso de posição dominante e concorrência desleal. Na Europa a Comissão Europeia tem vindo a investigar a empresa o que já levou a comentários de Barack Obama, considerando que nestes processos (também relativos ao Facebook) existem interesses comerciais.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.