Enquanto existem marcas que comercializam smartphones Android com especificações topo de gama, mas com uma qualidade de construção menor, a marca russa Gresso aposta no sentido inverso. A empresa apresentou recentemente a linha Radical, uma gama de smartphones Android construídos em titânio.

A liga de titânio para construir os equipamentos é de grau 5, caracterizado pelos altos níveis de resistência e pela relação com o baixo peso. Toda a montagem do equipamento é feita de modo manual e existem alguns elementos, como o logotipo com o nome da empresa, que é trabalhado durante quatro horas.

A nível de especificações o telemóvel situa-se numa gama média-alta, apresentando um ecrã de 4,5 polegadas com uma resolução de 960x540 píxeis, processador de quatro núcleos a 1,2Ghz, 36GB de armazenamento interno e um sensor de oito megapíxeis na câmara traseira.

O smartphone vem equipado com Android na sua versão 4.1.2 e tem suporte para dois cartões SIM.

Estão disponíveis três modelos: o Radical R1 que custa 1.800 dólares, perto de 1.300 euros; o Radical R2 que custa 2.300 dólares, perto de 1.700 euros, e tem como fator de diferença o logotipo frontal construído em ouro amarelo de 18 quilates; e o Radical R3, em tudo semelhante ao modelo número R2, mas com a diferença de apresentar o nome da marca em ouro branco também ele de 18 quilates.

Se ainda não escolheu o que quer para o Natal, talvez os Gresso Radical tenham qualidade suficiente para constar na sua lista de desejos. Mas apresse-se: segundo o Engadget só vão ser produzidas 999 unidades.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.