As novidades que a fabricante mostra esta quinta-feira em Berlim são o primeiro resultado da aquisição da SmartThings no início do ano passado e materializam-se no lançamento de uma nova central de controlo, que dá corpo a uma plataforma aberta para onde a Samsung quer atrair muitos fabricantes, e novos dispositivos compatíveis.

Na apresentação desta manhã em Berlim, a Samsung revelou que já existem cerca de 200 dispositivos compativeis com a plataforma SmartThings, que a empresa continuará a desenvolver segundo três princípios: abertura, cooperação (com outros fabricantes) e foco nas necessidades dos utilizadores. O que significa que a própria marca pretende contribuir para a levar a plataforma a vários domínios, criando sensores que o permitam ou incluindo-os nos equipamentos que cria o lar, mas também conta com a adessão de outros fabricantes ao sistema. A compatibilidade da plataforma com vários standards será um dos trunfos.  

No evento, a Samsung mostrou vários exemplos daquilo que é possível fazer já hoje com a Internet das Coisas e anunciou algumas novidades, como o lançamento do Sleep Sense, um sensor que vai monitorizar a qualidade do sono e interagir com os dispositivos conectados no lar para influenciar positiviamente essa experiência. 

O dispositivo, que deve ser colocado debaixo do colchão, não precisa de estar fisicamente ligado ao utilizador, garante uma fiabilidade de 97%, assegura a Samsung, e funciona com uma aplicação que permite receber dicas para melhorar a qualidade do sono, ou enviar alertas a familiares caso detete na informação recolhida algo não está bem.

Outra característica do Sleep Sense é o facto de poder desencadear ações em equipamentos ligados para ajustar as condições ideais dos gadgets ligados e garantir as melhores condições de sono. Isto pode significar alterar a temperatura do ar condicionado ou desligar a televisão se o utilizador adormecer. 

 

O novo hub SmartThings chega às lojas a partir de hoje por 99 dólares (88€). Os sensores têm preços que variam entre os 30 e os 55 dólares e ambos os produtos serão vendidos em lojas, mas também a partir do site da marca. Por enquanto só nos Estados Unidos e Canadá, mas a partir da próxima semana também para o Reino Unido.

Funciona com uma app para telemóvel que também foi redesenhada e que tem versões para iOS e Android. A Samsung lançou ainda um conjunto de ferramentas para programadores que visam acelerar o desenvolvimento de soluções compatíveis com a plataforma.

 

 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.