Os programas maliciosos bancários móveis continuam a ser uma das principais ameaças móveis. No período em análise foram detetados 630 trojans bancários móveis, com o número de novos programas identificados a abrandar.

Segundo o relatório, neste trimestre tiveram protagonismo os trojans que conseguem usar os privilégios de root para mostrar publicidade aos utilizadores ou instalar aplicações publicitárias.

As estatísticas dos programas maliciosos para dispositivos móveis detetados no segundo trimestre de 2015 são lideradas pela RiskTool (44,6%), aplicações legais que são potencialmente perigosas para os utilizadores, por poderem causar perdas financeiras.

Na segunda posição está a categoria Adware, composta por programas publicitários para dispositivos móveis potencialmente indesejáveis (19%).

Os Trojans SMS que, durante muito tempo, lideraram estas estatísticas, no segundo trimestre ocuparam apenas a quarta posição, com 8,1%, ou seja, 12,9% menos que no primeiro trimestre. A redução da percentagem deste tipo de malware está condicionada pelo facto de os hackers, que antes propagavam ativamente os Trojans SMS, terem começado a usar métodos mais transparentes de monetização (daí o crescimento da percentagem do RiskTool).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.