A ideia da organização que suporta o Firefox não é roubar clientes a plataformas mais avançadas e compradores de smartphones de gama média ou de topo, mas satisfazer os utilizadores que pretendem um dispositivo barato, com funcionalidades de câmara, ligação à Internet e acesso a aplicações. A mesma ideia que está por trás do Nokia X, hoje apresentado no MWC.

O Firefox OS já está no mercado com alguns dispositivos de várias marcas que apostaram no sistema operativo da Mozilla, e uma gama de novos telefones está para chegar, mas nenhum tem preços tão baixos, embora estejam na maioria abaixo da fasquia dos 100 dólares.

A promessa é agora de levar o conceito mais longe e para isso a Mozilla reservou a tarde de ontem para mostrar o seu novo telefone, ainda em protótipo mas já utilizável, e uma pequena experiência permite confirmar que o dispositivo não é uma desilusão, mesmo para quem está habituado a outro tipo de "máquinas".

Mesmo os telefones que já estão nas lojas, ou prestes a chegar ao mercado, acabam por se revelar suficientemente rápidos e utilizáveis na navegação Web - quando a rede Wi-Fi o permitia - e acesso a algumas das aplicações mais frequentes.

Parece arriscado o desafio a um mercado já muito estabelecido de dispositivos Android e mesmo à oferta da família Asha da Nokia - e ao novo Nokia X - mas a Mozilla está apontada a um mercado de utilizadores que não podem comprar os dispositivos de gama média mas que querem ter funcionalidades semelhantes.

A possibilidade de chegar a um equipamento de 25 dólares obrigará a reduzir a qualidade do ecrã face a alguns modelos já com Firefox OS e manter a aposta em câmaras de baixa resolução, não acima dos 2 MP, mas alguns analistas consideram possível chegar a esta fasquia de preço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.