A informação apurada pelo site Patent Bolt indica que o corpo do relógio pode ser removido da bracelete, não só para integrar noutros dispositivos, como sejam outros gadgets de fitness com os quais poderá partilhar dados, mas também para ligar a uma docking station e carregar ou assumir outras funções, como a função de despertador.



A informação da patente também revela que o relógio inteligente patenteado pela Microsoft integra um leitor de música, serviço de mensagens e algumas funcionalidades disponíveis nos telemóveis, como a possibilidade de atender chamadas ou ver mensagens.



Recorde-se que já no ano passado surgiu o rumor de que a Microsoft estaria a trabalhar no seu próprio relógio inteligente, na altura a informação era veiculada pelo The Verge e não tinha por base dados de registo de uma patente, embora essa também não seja garantia de que as tecnologias serão efetivamente convertidas pelas empresas em produtos comerciais.

[caption]Smartwatch Microsoft[/caption]

Nessa altura antecipava-se que o relógio em desenvolvimento pela Microsoft seria construído em oxinitrato policristalino de alumínio (ALON), um material transparente e que é construído sobre partículas de alumínio.



Outros relatos davam conta de que o smartwatch da Microsoft vai ter um ecrã de 1,5 polegadas, com braceletes removíveis e disponíveis em várias cores, além de ter um conector semelhante ao dos Surface.



A patente agora detalhada foi submetida pela Microsoft em outubro de 2012.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.