Os utilizadores do Android já devem ter ouvido falar na comunidade e nas versões customizadas do sistema operativo criadas pela Cyanogenmod. O grupo é a alternativa muitas vezes usada quando as fabricantes e as operadoras desistem da atualização dos smartphones e tablets, ou quando os utilizadores procuram versões mais rápidas do Android para o seu dispositivo móvel em específico.

A parceria entre a Cyanogenmod e a fabricante chinesa Oppo já tinha sido oficializada, mas só recentemente se ficou a conhecer a data de chegada do smartphone. O Oppo N1 com Cyanogenmod de origem vai começar a ser expedido internacionalmente durante o mês de dezembro.

Em comunicado a tecnológica asiática refere no entanto que a venda será feita em "quantidades limitadas". O lançamento marca um ponto de viragem na estratégia da comunidade que tem procurado a profissionalização, tendo-se tornado recentemente numa empresa.

As ROMs Cyanogenmod são conhecidas por darem acesso a outras funcionalidades que o Android de origem não garante, sendo uma das mais apreciadas da comunidade de utilizadores avançados o overclocking dos processadores dos smartphones e tablets. Atualmente o Cyanogenmod vai na versão 11 que é baseada em Android KitKat.

Quanto ao telemóvel, o Oppo N1 tem um ecrã de 5,9 polegadas com resolução Full HD, acompanhado por um processador Snapdragon de quatro núcleos a 1,7Ghz e 2GB de RAM.

O telemóvel distingue-se das restantes soluções do mercado por ter uma câmara fotográfica de 13 megapíxeis que é rotativa e por na parte traseira do telemóvel haver uma área que é sensível ao toque - permitindo ações como toque, duplo toque e deslizar.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.