As relações entre a Apple e a Samsung já passaram por muitos altos e baixos. As duas empresas estiveram frente a frente em tribunal por uma guerra de patentes e chegaram a anular acordos que davam conta do fabrico de componentes por parte da Samsung para dispositivos da Apple. Contudo, a próxima geração do iPhone poderá voltar a ter mão da gigante sul-coreana, segundo avança a imprensa local.

De acordo com informações do jornal sul-coreano Maeli Business, a Apple e a Samsung podem voltar a trabalhar em conjunto no fabrico da próxima geração do iPhone. Apesar de poder parecer contraditório, a verdade é que a empresa de Tim Cook já havia recorrido aos serviços da sua principal concorrente no passado, para o fabrico de várias gerações de processadores que equiparam modelos do iPhone e do iPad.

Segundo fontes do The Wall Street Journal, a Apple terá "pedido o divórcio" à Samsung e assinado em julho de 2013 um novo acordo com a Taiwan Semicondutor Manufacturing Co (TSMC) para o fabrico do processador A8, o que equipa os iPhone 6 e 6 Plus. O regresso à gigante coreana poderá estar relacionado com o facto de esta ser das poucas empresas com a capacidade de responder às exigências da Apple ao nível do volume de produção.

A confirmarem-se os rumores, a Samsung será responsável pelo fabrico de 75% dos processadores dos próximos iPhone na sua fábrica no Texas, Estados Unidos da América, não sendo especificado quem ficará a cargo da restante produção.

Depois de informações que davam conta da recusa por parte da Samsung em utilizar os novos processadores da Qualcomm, devido a problemas de sobreaquecimento, a mesma notícia refere também a possibilidade de o Galaxy S6 trazer processadores Exynos, também da própria Samsung. O equipamento deverá ser revelado em março deste ano.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.