A análise, feita pela Common Sense Media nos Estados Unidos, teve por base os mesmos parâmetros utilizados há dois anos atrás, em trabalho idêntico, de modo a obter comparações mais fidedignas. As diferenças são acentuadas.

O relatório mais recente revela que 63% das crianças com menos de oito anos de idade usam smartphone, quando em 2011 a percentagem se situava nos 41%. Entre os menores de dois anos o valor está nos 38%, numa diferença de 28 pontos percentuais face há dois anos atrás.

Os dados apurados relativamente aos tablets mostram um impacto ainda maior, com a utilização a aumentar de 8% a 40%.

Os jogos, o download de aplicações e a visualização de filmes são as atividades preferidas dos mais novos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.