À medida que se avança nas discussões acerca da criação de um carregador comum na União Europeia, novos rumores apontam para a possibilidade de a Apple abandonar as entradas Lightning nos seus smartphones e passar a adotar o sistema USB-C.

A informação é avançada pelo conhecido analista Ming-Chi Kuo que, através do Twitter, explica que a mudança pode acontecer já na segunda metade de 2023, altura em que se espera que a gigante de Cupertino revele o iPhone 15.

O analista detalha que a inclusão de entradas USB-C nos smartphones da Apple poderá trazer melhorias a nível de transferência de dados e de velocidade de carregamento. No entanto, “as especificações finais ainda vão depender do suporte do iOS”, indica Ming-Chi Kuo.

Anteriormente, o analista tinha afirmado que a empresa da maçã não tinha planos para substituir o sistema Lightning por USB-C nos seus smartphones. Para Ming-Chi Kuo, a Apple poderia apostar no desenvolvimento de um iPhone sem qualquer tipo de entradas e com suporte a carregamento wireless, sendo esta uma ideia também apontada pelo “informador” Jon Prosser.

Recorde-se que, no início do mês, o Parlamento Europeu confirmou que estava pronto para começar a negociar com o Conselho a criação de um carregador universal na União Europeia. A decisão surge após a Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores ter aprovado a sua posição relativamente ao assunto em abril.

Parlamento Europeu preparado para começar negociações com países da UE sobre carregador único
Parlamento Europeu preparado para começar negociações com países da UE sobre carregador único
Ver artigo

A proposta, apresentada originalmente por Bruxelas em setembro do ano passado, que faz uma revisão à diretiva comunitária RED (Radio Equipment Directive), tem em vista uma harmonização dos carregadores disponíveis no mercado europeu, com o USB-C a tornar-se o padrão para uma variedade de equipamentos, de smartphones e tablets a câmaras, altifalantes e consolas portáteis.

A questão tem vindo a ser falada desde 2009, altura em que foi assinado um acordo entre as principais fabricantes de telemóveis na Europa para reduzir o número de carregadores existentes no mercado.

O acordo expirou em 2014 e, desde então, o Parlamento Europeu tem apelado a Bruxelas para que sejam adotadas regras de modo a desenvolver um carregador comum. Porém a ideia tem merecido a oposição de empresas tecnológicas como a Apple.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.