O projeto representa um grande avanço na identificação, gestão e proteção da flora e fauna daquelas águas australianas, difíceis de desvendar até ao momento, pelas suas características.

O mapa é o resultado de uma parceria entre Agência Espacial Europeia (ESA) e a empresa alemã EOMAP, que combinou imagens de satélite com informação e outros dados topográficos do fundo do oceano.

O trabalho vai ajudar a delinear um quadro geral da zona, nomeadamente avaliando a qualidade da água e os efeitos das alterações climáticas, como a subida do nível do mar e as cada vez mais frequentes tempestades tropicais.

O mapa também contribui para ajudar a identificar áreas prioritárias onde poderá vir a ser recolhida informação mais detalhada. Nas páginas da ESA pode encontrar um vídeo sobre o novo recurso.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.