Um menino formado por átomos está no centro desta história contada em cerca de minuto e meio. Os elementos que formam a personagem têm um tamanho invisível a olho nu e só possível de documentar em filme graças a um microscópio com características especiais. A imagem foi aumentada 100 milhões de vezes e captada através de um microscópio capaz de funcionar a -268º.



Toda a ação se desenrola sobre uma placa de cobre, onde os cientistas da fabricante norte-americana tentaram separar os átomos e criar figuras. A manipulação dos átomos é uma técnica que vem sendo trabalhada para conseguir formas mais eficientes de armazenamento de dados, uma experiência que aqui foi usada numa perspetiva mais recreativa.



As técnicas usadas para compor o filme foram as mesmas que entram em ação nos filmes de animação normais, como o stopmotion. A matéria-prima 250 fotografias captadas para criar a ação.



O filme pode ser visto aqui.





Para compreender melhor o conceito, a técnica e a ideia na base do projeto a IBM fez um outro vídeo, que pode ver aqui.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.