A tecnologia dos drones tem evoluído para uma precisão de controlo e sistemas de automatização que garantem coreografias coordenadas milimetricamente entre centenas e até milhares de drones em simultâneo. Já existem espetáculos realizados à noite, em que as luzes dos pequenos equipamentos criam sequências animadas de encher o olho. E quando o fogo de artifício é cada vez mais perigoso devido aos incêndios, esta solução tecnológica pode ser bem eficaz, ou bastante diferenciadora.

Exemplo disso são os diversos espetáculos espalhados pelo mundo, patrocinados normalmente por marcas que aproveitam para se promover perante a curiosidade dos espetadores. A cadeia de lojas americana, Walmart, por exemplo, tem andado em digressão pelos Estados Unidos, numa parceria com a Intel, do espetáculo Walmart Holiday Drone Light Show. Esta experiência “mágica” lançou nos céus 1.000 drones da Intel para criar imagens tridimensionais, desde veados a bonecos de neve e presentes de Natal, totalmente coreografados com músicas natalícias.

E a Intel já tem mesmo uma divisão dedicada aos espetáculos luminosos com drones, com serviços para animar o Natal ou a passagem do ano em qualquer parte do mundo. Os serviços começam por 99 mil dólares para espetáculos com 200 drones, até aos 299 mil com 500 aparelhos.

A fabricante chegou mesmo a bater o recorde da maior coreografia com drones luminosos durante o seu 50º aniversário, colocando no ar 2.018 equipamentos no ar, num espetáculo com muita luz e cor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.