Drones. Drones por todo o lado. Até em Marte, se os planos da Agência Espacial Norte-Americana (NASA na sigla em inglês) forem concretizados. Um grupo de investigadores está a trabalhar num protótipo de um mini-helicóptero que terá mais facilidade em deslocar-se no ambiente marciano.

Apesar de já ter veículos em solo marciano - como os rovers Curiosity e Opportunity-, muitas vezes as sondas acabam por ter dificuldade em movimentarem-se. O solo irregular, o aparecimento de obstáculos no caminho que não tinham sido detetados até então e mesmo a movimentação de elementos - como a pedra misteriosa - condicionam parte das missões.

Para que tal não aconteça, e para que haja uma maior mobilidade dos robots, a NASA está apostada em criar um drone que poderá vaguear por Marte. Além de ter maior "flexibilidade" ao nível de investigação de locais específicos, consegue também dar uma perspetiva que os rovers no terreno não conseguem.

A equipa do laboratório de propulsão da NASA está convencido que o Mars Helicopter consegue num dia percorrer até três vezes mais distância do que os habituais veículos terrenos.
Já existem versões do drone que estão em teste, como escreve a imprensa internacional, mas tão cedo nenhum destes equipamentos seguirá com missões de exploração marciana.

Isto porque os investigadores ainda terão de saber adaptar o veículo aéreo-terrestre às condições do planeta vermelho, como uma atmosfera menos densa, diferentes temperaturas, gravidade distinta e também maior robustez na construção para que possa resistir ao maior número de radiações existentes.

Enquanto tal não acontece, são esperados novos projetos relacionados com o planeta vermelho tal como o Seed, no qual participam estudantes portugueses, que querem fazer nascer a primeira planta em Marte.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.