É facto que os grandes lançamentos da indústria tecnológica estão cada vez mais dispersos das feiras internacionais.

A IFA, por exemplo, foi durante vários anos a casa que serviu de palco aos lançamentos anuais da série Note da Samsung. Em 2015, a tecnológica sul-coreana migrou até Nova Iorque para revelar a quinta geração desta linha e deixou a "Feira Internacional do Rádio" desprovida dos eventos que deram origem a algumas das maiores novidades da história mais recente da exposição.

Mas embora Berlim já não sirva como ponto de observação anual ao primeiro avistamento dos novos modelos do phablet da Samsung, a IFA continua a sediar as estreias dos smartphones de muitas empresas com participação no ramo móvel. Algumas delas, surpreendentes.

Em cinco smartphones, assim foi o ano da IFA:

Huawei nova e nova Plus surpreenderam quem esperava um Mate

A tecnológica chinesa está a conquistar o seu espaço no mercado e as suas conferência de apresentação parecem fazer por acompanhar o estatuto. Este ano, a empresa rumou a Berlim para marcar presença IFA e um dia antes do início da exposição chamou todos ao Velódrome para apresentar os seus novos equipamentos.

Ali deu a conhecer uma nova linha de smartphones a que deu o nome de nova e iniciou-a com dois equipamentos: o nova e o nova Plus.

Na versão standard a Huawei integrou um ecrã de 5 polegadas com 443 ppi, uma bateria de 3.020mAh, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno expansíveis com cartão microSD até 128GB, processador octa-core Snapdragon 625 de 2Ghz, entrada USB-C, câmara traseira de 12 megapíxeis e frontal com 8MP e sensor de impressões digitais multifunções.

O Plus, por sua vez, repete todas estas especificações mas ganha mais 0,5 polegadas de ecrã, mais 320mAh de bateria e mais 4MP na câmara traseira.

Ambos os telefones vão ser lançados já no início do mês de outubro e irão custar 399€ e 429€, respetivamente. O nova Plus, no entanto, não será disponibilizado em Portugal.

Próxima página: Moto Z Play é a confirmação de que o sistema modular veio para ficar

Moto Z Play é a confirmação de que o sistema modular veio para ficar

O novo smartphone da família modular da Motorola chegou acompanhado com um novo módulo fotográfico desenvolvido pela Hasselblad.

Para além disso, o Moto Z Play apresenta um ecrã AMOLED de 5.5 polegadas com uma resolução de 1080p, 3GB de RAM, um processador Qualcomm Snapdragon 625 octa-core, GPU Adreno 506 e 32GB de armazenamento interno expansível até 256GB com recurso a cartão microSD. As câmaras, traseira e frontal, têm 16 e 5 megapíxeis, respetivamente, há ainda uma entrada USB-C e a bateria pode durar até...50 horas.

Próxima página: Sony XZ, o novo topo de gama de 23 megapíxeis

Sony XZ, o novo topo de gama de 23 megapíxeis

A tecnológica japonesa apresentou dois novos telefones na IFA, no entanto, é o XZ que merece o maior destaque.

Com este smartphone a Sony quer concentrar atenções no seu potencial fotográfico e os 23MP de sensor na câmara traseira, tal como o autofocus a laser e os 13MP na câmara frontal são prova disso.

Mas o XZ não é só fotografia. Para além disso, o telefone integra um ecrã IPS de 5.2 polegadas com uma resolução de 1080x1920, um processador quad-core Snapdragon 820, GPU Adreno 530, RAM de 3GB e armazenamento interno de 32GB ou 64GB expansíveis com microSD até 256GB. A bateria é de 2.900mAh e tem suporte para carregamento rápido através da entrada USB-C.

Próxima página: Acer Liquid Z6 Plus é um flagship low-cost

Acer Liquid Z6 Plus é um flagship low-cost

Esta é a versão musculada do Z6 standard que também foi apresentado nesta edição da IFA e prima pela relação qualidade-preço.

Neste novo Liquid Z6 Plus é possível encontrar um ecrã IPS de 5.5 polegadas com 401ppi e uma resolução de 1.080x1.920, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno expansíveis por cartão microSD, processador octa-core MediaTek 6753 de 1.3GHz, sensor de impressões digitais e uma bateria resistente que chega aos 4.080mAh.

As câmaras, traseira e frontal, têm 13MP e 5MP, respetivamente.

Este smartphone deverá chegar às lojas europeias já no próximo mês de dezembro e irá custar cerca de 250€.

Próxima página: A Zenvolution da Asus continua com o novo Zenfone 3

A Zenvolution da Asus continua com o novo Zenfone 3 Ultra

A Asus deu continuidade à sua linha de smartphones com um dos maiores phablets do mercado. O novo Zenfone 3 Ultra apresenta um ecrã IPS de 6.8 polegadas com uma resolução de 1.080x1.920, mais uma polegada do que o já considerado phablet Galaxy Note 7.

O processador é um octa-core Qualcomm Snapdragon 652, a RAM é de 4GB e o GPU Adreno 510.

Proporcional ao tamanho do smartphone é mesmo a sua bateria que chega aos 4.600mAh de capacidade e os 23 píxeis da câmara traseira (a frontal tem 8MP).

O Zenfone 3 Ultra conta ainda com um sensor de impressões digitais e uma funcionalidade de carregamento rápido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.