O robot sobre os ombros do MIT é um equipamento que dá mais dois braços a quem o utilizar. O periférico transforma a pessoa numa espécie de aracnídeo ou de super-homem, visto que com os braços extra pode ser mais multitarefa, mais ágil e mais forte em determinadas tarefas.



O protótipo do MIT, apresentado esta semana, já está completamente funcional, mas ainda não aguenta com muito peso. Como mostra o vídeo, serve sobretudo como uma plataforma de apoio aos utilizadores.





Além da funcionalidade como extensão que este periférico apresenta, o robot sobre os ombros tem a particularidade de ser inteligente. Através de um conjunto de sensores integrados, os braços conseguem saber qual a posição que devem adotar.





Para isso analisam a postura do corpo do utilizador e os seus movimentos, “imitando” o movimento dos braços biológicos. Mas também conseguem ter autonomia, como se viu pelo vídeo acima – segurava um painel, enquanto o utilizador estava a executar funções com o braço direito.



O MIT está ainda a desenvolver um outro protótipo dentro da mesma linha de investigação, de acordo com o The Verge, que está a ser patrocinado pela Boeing. O objetivo é que os operadores mecânicos dos aviões possam ter uma estrutura inteligente de apoio, que faça troca de ferramentas, apoio corporal ou deem simplesmente mais força ao utilizador.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.