O Air Force X-37B tem batido recordes desde que em 2017 começou a sua função: demonstrar o potencial de tecnologias para uma plataforma espacial de teste "confiável, reutilizável e não tripulada para a Força Aérea dos Estados Unidos". E este domingo a nave espacial conseguiu um novo feito: 780 dias em órbitra, quando inicialmente foi desenhada para o fazer durante 270 dias.

Lançado em 1999 pela NASA, o programa original onde está inserida a nave espacial foi transferido para a Defense Advanced Research Projects Agency em 2004, a agência americana responsável por fazer investimentos tecnológicos em prol da segurança do país. Passados 20 anos, na sua 5ª missão, o Air Force X-37B aterrou no Kennedy Space Center depois de 780 dias no espaço, o que significa que no total o veículo de teste já conta com 2.865 dias em órbitra, depois de recentemente já ter batido o recorde de 2.000 dias.

No comunicado divulgado no site da Força Aérea Americana a secretária da agência mostra-se muito satisfeita com os resultados do programa de teste. "O X-37B continua a demonstrar a importância de uma aeronave espacial reutilizável", afirma Barbara Barrett, que garante que "cada missão sucessiva aprimora as capacidades espaciais dos Estados Unidos".

Mas o que andou a fazer o Air Force X-37B no espaço? De acordo com as informações divulgadas pela Força Aérea, a nave espacial cumpriu com todos os seus objetivos, conseguindo nomeadamente proporcionar uma "boleia" a satélites pequenos e hospedar com sucesso testes do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea.

Com um peso de 4.990 kg, uma altura de 2,9 metros e comprimento de 8,9 metros, o anterior recorde da aeronave tinha ficado nos 718 dias. O objetivo da Força Aérea americana é agora continuar nesta missão e apostar em testes que permitam reduzir riscos e desenvolver tecnologias de naves espaciais reutilizáveis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.