O countdown marcava o lançamento da missão que decorre dentro de uma hora, às 9.20 EST - 14.20 GMT, acompanhado na NASA TV e com repetições asseguradas depois da partida.

O lançamento da missão tinha sido adiado ontem devido aos fortes ventos, mas até esta hora todas as operações decorrem com normalidade.

Secas, inundações e outros fenómenos que afetam o desenvolvimento das plantações e a vida na terra vão ser estudados através da missão Soil Moisture Active Passive (SMAP), que também tem em vista a gestão de emergências e o impacto no clima.

O SMAP é o primeiro satélite de observação da terra desenhado para recolher observações globais do solo e da humidade e do seu estado. A missão irá recolher dados que permitem prever desastres naturais, mudanças climatéricas e ajudar a reduzir algumas incertezas que ainda existem sobre o ciclo da água, energia e do carbono.

Toda a Terra será mapeada a cada dois dias a partir de uma órbita a 685 quilómetros de altitude e que completa uma volta à terra a cada 98,5 minutos, repetindo a mesma rota a cada oito dias.

Veja abaixo uma breve descrição da missão e do seu impacto.

O vídeo da NASA permite também uma melhor percepção do alcance da missão e da importância que pode ter no conhecimento sobre a retenção de água no solo e o seu evaporamento.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Nota da Redação: o lançamento foi bem sucedido e pode ainda ser visto em repetição.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.