E se a solução para a autonomia dos smartphones passar pelos carregamentos rápidos em vez de baterias que asseguram utilizações de dois, três ou mais dias? É essa a proposta que a Huawei apresenta: um sistema de carregamento rápido que 'enche' 48% da bateria em apenas cinco minutos.

A tecnologia é aplicada às baterias de iões de lítio que existem nos smartphones atuais e foi colocada à prova num vídeo partilhado pela tecnológica:

O segredo está num novo padrão de ligação entre os eletrodos que não só permite fazer o carregamento mais rápido, como não condiciona outros aspetos da bateria, como a energia gasta em cada função.

Para perceber melhor o que a Huawei propõe, é de referir que a bateria usada no vídeo é de 3.000 mAh - a título de comparação, a bateria do iPhone é de 2.750 mAh. Quer isto dizer que seria possível carregar cerca de metade da energia de um smartphone num curto espaço de tempo.

Durante um simpósio no Japão, a Huawei mostrou ainda outro protótipo: uma bateria mais pequena, com apenas 600 mAh, mas que atingiu os 68% de carga em apenas dois minutos. Esta pode ser uma solução também orientada para os wearables.

“A Huawei está confiante que este avanço no carregamento rápido de baterias vai conduzir a uma revolução nos dispositivos eletrónicos, especialmente junto de smartphones, veículos elétricos, wearables e baterias externas. Em breve vamos poder carregar as nossas baterias por completo enquanto vamos buscar um café”, lê-se num comunicado da Huawei.

A nova tecnologia da gigante chinesa ainda requer que a bateria seja removida para carregar no carregador específico. Mas segundo o The Guardian, o objetivo da Huawei é no futuro integrar o sistema de carregamento no próprio telemóvel.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.