A Samsung publicou um vídeo esta segunda-feira onde exibe um dos seus últimos protótipos: um ecrã OLED de 9,1 polegadas que...estica. É, e não nos estamos a referir à flexibilidade do ecrã do Galaxy S8, por exemplo, que permite dobras funcionais, mas permanentes. Neste caso, o display recupera a sua forma original depois da sua elasticidade ser posta à prova. Tal como um balão, por exemplo. Veja o vídeo:

De acordo com a tecnológica sul-coreana, este material pode ser esticado até 12mm para além da sua posição original, tanto para trás, como para a frente.

Nas palavras da Samsung esta é uma "tecnologia da próxima geração" que poderá ter várias aplicações no mercado, dos wearables aos aparelhos de IoT, passando pela indústria automóvel e pela inteligência artificial.

"Comparado com os OLEDs flexíveis mais convencionais, que só podem ser manipulados numa direção, enrolando, dobrando ou curvando o ecrã, estes displays OLED podem ser articulados em duas direções", escreve a gigante na descrição do vídeo. "Quando o ecrã é pressionado por cima, o material desce como um balão de borracha, voltando depois ao seu formato original. O ecrã, esticado para baixo ou para cima, mesmo quando pressionado, tem elasticidade suficiente para recuperar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.