Os rumores que davam como certo o interesse na empresa de auscultadores, criada pelo rapper Dr. Dre e por Jimmy Lovine, surgiram há duas semanas e mencionavam também a compra do serviço de música por subscrição Beats Music, lançado em janeiro deste ano nos Estados Unidos.

O interesse nas duas áreas de negócio foi confirmado pelo próprio presidente da Apple, Tim Cook, que fez questão de justificar a ação: "a música tem um papel muito importante nas nossas vidas e tem um lugar especial nos nossos corações na Apple".

É por isso que, segundo o presidente da marca da maçã, a empresa continua a investir neste segmento e decidiu juntar "estas equipas extraordinárias a fim de continuar a criar os produtos e serviços musicais mais inovadores do mundo".

Caros e "ostensivos", os produtos da Beats são considerados um símbolo de status, de forma muito idêntica aos dispositivos da Apple. Os auscultadores tornaram-se desde logo populares junto de artistas e desportistas norte-americanos, o que fez aumentar o seu poder de atração junto dos mais jovens.

Estes são os modelos de headphones atualmente disponíveis para venda a partir da loja online da Beats para Portugal.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Nota de redação: Corrigido o valor mencionado para a compra, que foi de 3.000 milhões de dólares, e não de 3.200 milhões de dólares. O segundo tinha sido o valor avançado inicialmente com os rumores.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.