A edição 2013 da CeBIT encerra portas este sábado. Mais de quatro mil expositores mostraram tecnologia de empresas oriundas de 70 países ao longo de toda a semana. Ainda que a feira já tinha sido mais relevante no contexto internacional - em 2001 passaram pela CeBIT 850 mil visitantes, no ano passado estiverem em Hanover 350 mil visitantes - continua a ser uma referência.

Para sete empresas portuguesas foi este ano uma das apostas fortes, integrada no plano de internacionalização. Quase na reta final o TeK voltou a falar com os portugueses em Hanover e o balanço já é positivo.



"A feira da CeBIT este ano tem corrido bastante bem para a IPBRICK. O número de visitantes é sensivelmente o mesmo do ano passado, mas a qualidade dos visitante é no nosso entender bem superior", diz Raul Oliveira, diretor geral, que nos contactos já mantidos encontra melhores oportunidades que em anos anteriores para que a empresa consiga concretizar os objetivos que traçou para o evento.



A maioria dos visitantes que têm passado pelo stand da empresa portuguesa é estrangeira (não alemães) o que cumpre o desejo da fabricante de chegar a contactos de diversos países.



"Entre os visitantes apareceram uma boa percentagem de leads para a distribuição em países onde não temos presença", acrescenta Raul Oliveira exemplificando: Arábia Saudita, Bélgica, Dinamarca, Dubai, Equador, Filipinas, Letónia, Lituânia e Turquia.



Além de distribuidores a IPBRICK procura na feira empresas interessadas em criar produtos finais de marca própria a partir da sua plataforma e garante que também tem recebido vários contactos de empresas interessadas em acordos de OEM.



A tecnologia IPBRICK.VDI é estrela da fabricante portuguesa na feira e também tem conseguido boa aceitação. O uniCredit foi uma das empresas que demonstrou interesse na tecnologia e que pediu á tecnológica portuguesa uma proposta para mil postos de trabalho, revelou Raul Oliveira.



A IPBRICK garante a maior presença portuguesa na feira, com um expositor cheio de cor e com um espaço generoso, a imagem segue as "guidelines do metro design", confessa o gestor.
Para a Novatronica o balanço da participação nesta edição 2013 da CeBIT também é positivo. "Temos vários clientes interessados em serem nossos distribuidores", adianta Paulo Garcia, diretor geral da empresa.



"Podemos oferecer um hardware e software bastante robusto e funcional e que detêm na sua oferta bastantes novidades tecnológicas nestas andanças de Sistemas de Localização de viaturas por GPS", acrescenta o responsável, que aponta estes argumentos como os mais reconhecidos por quem contacta com a empresa.



O sistema TANK SEGURO (que a empresa foi apresentar à CeBIT) está a ser bem recebido e a atrair muito visitantes para o expositor da empresa portuguesa.



A participar pela primeira vez na feira de Hanover Sdilab e FreedomGrow também se mostram satisfeitos com o resultado (preliminar) da participação. "O balanço não poderia ser mais positivo", confessa Paulo Marques. "Temos já vários fabricantes chineses e taiwaneses interessados em incorporar o nosso software nos seus equipamentos", acrescenta.



Esse era o grande objetivo da presença na feira da empresa portuguesa que quer internacionalizar o seu EtPos por via de parcerias com outras empresas.
A FreedomGrow também está satisfeita com o resultado da aposta, mesmo reconhecendo que a CeBIT é uma feira mais generalizada a nível das Tis.



"Tivemos oportunidade de contactar diretamente com o nosso público-alvo e surgiram inclusive oportunidades muito interessantes de parcerias tecnológicas com outras empresas expositoras", adianta Bruno Santos, satisfeito com a quantidade e diversidade dos visitantes que tem recebido no expositor da empresa.



O TeK não conseguiu até à data voltar a falar com as outras duas empresas portuguesas que este ano marcaram presença na CeBIT, nem ter acesso a imagens dos respetivos stands, mas pode ver as imagens fornecidas por FreedomGrow, SDILB, IPBricK e Novatronica ou recolhidas no local por um leitor.





Reveja ainda os artigos que publicámos na última semana, detalhando as estratégias das empresas portuguesas para a feira e para a internacionalização.




FreedomGrow aposta na internacionalização

Novatronica apresenta sistema antifurto de combustível




IPBRICK virtualiza postos de trabalho



SDILAB mostra tecnologia de POS



Vortal mostra nova plataforma



Aveidigital mostra telemóveis de marca própria

DLC mostra plataforma de elearning

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.