A Sony renovou a patente dos óculos inteligentes que está a desenvolver e o último conceito submetido revela que a empresa japonesa está a tentar afastar-se do Google Glass ao apresentar um dispositivo que pode ser acoplado nos óculos e que disponibiliza um ecrã para cada olho.

A patente de continuação foi submetida em novembro do ano passado e mostra que o plano da Sony para os Head Mounted Display (HMD) passa por ter dois ecrãs, um para cada olho, que não estão ligados fisicamente entre si e que são acompanhados por sensores fotográficos e por baterias.

Os dispositivos ficam anexados à armação original dos óculos e os ecrãs de realidade aumentada situam-se atrás das lentes da armação principal. Já em 2008 e 2009 a Sony tinha submetido patentes de óculos inteligentes, o que significa que a empresa está a trabalhar, pelo menos a nível de conceito, o HMD há cinco anos.

[caption]Sony Glass[/caption]

[caption]Sony Glass[/caption]

[caption]Sony Glass[/caption]

As patentes não revelam nenhuma informação sobre o interface de utilização, mas segundo o TechCrunch o UI deve ser reproduzido em duas dimensões.

O aparecimento destas patentes e os rumores da semana passada que davam conta que algumas das grandes tecnológicas atuais estão a trabalhar em relógios inteligentes deixam antever que os gadgets usáveis, como relógios, óculos, anéis, pulseiras e implantes, são tendências que as empresas vão abordar no futuro.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.