No plano de orçamento para 2016, que será agora submetido ao Congresso norte americano, a NASA propõe um aumento acima de 50% no financiamento do programa de parcerias para viagens espaciais, conhecido como Táxi Espacial.

A agência espacial quer garantir um financiamento de 1,24 mil milhões de dólares para os projectos que está a desenvolver com a Boeing e a Space Exploration Technologies (SpaceX), face aos 805 milhões aplicados no programa este ano.

A iniciativa do táxi espacial tem um peso relevante no orçamento global da NASA, que quer obter do congresso a garantia de 18,5 mil milhões de dólares para as actividades a desenvolver no próximo ano fiscal, que tem início a 1 de Outubro de 2015.

A NASA estima que com este projecto cada viagem ao espaço vai custar 58 milhões de dólares por astronauta, uma redução de mais de 12 milhões face ao valor que actualmente paga para utilizar a Soyuz, dos russos.

Desde que a NASA abandonou o programa do Space Shuttle todos os astronautas que viajam para a Estação Espacial Europeia apanham boleia da nave russa.

A adjudicação à Boeing e à SpaceX do projecto do Táxi Espacial foi garantida no ano passado depois de um concurso concorrido, mas a iniciativa já está em marcha e no final do ano foram feitos testes bem sucedidos.

A NASA tem ainda parcerias com a Blue Origin e a Sierra Nevada Corporation para transportes no espaço, mas para transportes em órbitas mais baixas.




A SpaceX já demonstrou no ano passado novos desenvolvimento para o protótipo do táxi espacial que está a desenvolver. O sistema é semelhante ao que pode se pode ver neste vídeo, que data de julho, mas as asas são maiores.




Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.