Uma nova tecnologia promete transformar (quase) qualquer superfície num ecrã tátil. A palavra mais correta será interface tátil, na medida em que este pode ser projetado nos mais diversos suportes, incluindo mesas, portáteis e o próprio corpo humano, relata quem já interagiu com a nova plataforma.

O projeto, que nasce uma parceria entre a Microsoft e o Instituto de interação homem-máquina da Universidade Carnegie Mellon, foi apresentado ao público esta semana, gerando entusiasmo entre meios especializados como TechCrunch, que experimentou a novidade.

Este interface de utilizador é totalmente multitoque e o sensor do sistema é capaz de localizar no espaço a superfície que está a ser usada pelo utilizador, garantindo que o interface está sempre disponível. Para isso, recorre a um projetor portátil e um scanner 3D semelhante ao Kinect.

Denominado OmniTouch, é capaz de identificar cliques feitos com um dedo em qualquer superfície onde esteja a ser projetado, assim como de reconhecer comandos que impliquem a deteção da posição e deslocação dos dedos nessa superfície.

Ao contrário de outros projetos, como o Microsoft Surface, este dispensa grandes aparatos ao nível do hardware, não podendo, no entanto, abdicar de um sensor colocado no ombro do utilizador. Mas note-se que este não passa ainda de uma prova de conceito.

Os testes e potencialidades são demonstrados num vídeo online, que reproduzimos abaixo.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.