O fenómeno astronómico conhecido como "trânsito de Vénus", em que o planeta passa à frente do Sol, provocando uma mancha circular que eclipsa parte da superfície do astro, acontece hoje e poderá ser observado em diversas regiões dos sete continentes.

Portugal, porém, não faz parte da lista de países onde a passagem de Vénus em frente ao sol será visível através do método tradicional - aquele que consiste em olhar para o céu com a ajuda de óculos especiais ou filtros enquanto esperamos ansiosamente que a saúde das nossas retinas não esteja a ser posta em causa.

Para isso teremos de esperar mais 105 anos, até 2117, altura em que seremos contemplados com o espetáculo que ao final desta tarde começa a poder ser visto em locais como a América do Norte (quando forem 23:10 em Lisboa), prosseguindo depois por regiões como a Ásia e parte da Europa, até às 5:50 de quarta-feira (hora de Lisboa).

Mesmo com Portugal excluído da rota de passagem do astro, não há porque não acompanhar o fenómeno. E poderá fazê-lo em várias latitudes, desde que siga os links que estão a ser disponibilizados para o efeito por fontes como os Astronomers Without Borders, Agência Espacial Europeia ou a NASA - que também criou um vídeo de "apresentação" que visa preparar os norte-americanos para o aguardado momento, que reproduzimos abaixo.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.