"Era uma vez uma escola, e nessa escola havia um rapaz muito inteligente. O seu nome era Mark Zuckerberg. O Mark queria ter amigos". É assim que começa o vídeo que a Greenpeace acaba de produzir, reinventando o filme "The Social Network" que acaba de estrear nos Estados Unidos e criticando o recurso do Facebook a "energia suja".

Narrado por uma voz de criança, com utilização de cartoons para ilustração, o vídeo tem legendas em português(apenas no site da Greenpeace) e está integrado numa campanha que pretende pressionar o Facebook a abandonar o uso de energia eléctrica produzida com recurso a carvão.

O site Coal Facebook detalha a campanha e pede a ajuda dos visitantes para que a empresa passe a recorrer a energias limpas. A campanha também decorre na página que a Greenpeace tem na rede social.

"Como parte da sua campanha Coal IT, a Greenpeace está a pedir aos gigantes das Tecnologias da Informação para se tornarem campeões do clima, mas o Facebook está a ir na direcção contrária", explica o comunicado da organização ambientalista.

O Facebook terá decidido recentemente operar o seu data center de Prineville, no Estado de Oregon, com energia da Pacific Power, uma central alimentada a carvão.

O director da Greenpeace, Kumi Naidoo, já escreveu a Mark Zuckerberg, criador do site, a pedir para este se comprometer com um plano para descontinuar o uso desta energia, mas ainda sem resposta.

Mais de 500 mil utilizadores do Facebook já se juntaram ao protesto da Greenpeace, e a ameaça patente no vídeo é que o jovem Mark se arrisca a ficar sem amigos. Porque se deixamos os amigos ficar mal, eles também nos deixa... e quando se perdem 500 milhões de amigos a queda é muito grande.

Vale a pena ver o vídeo, que reproduzimos abaixo. A versão com legendas em português está disponível apenas no site da iniciativa.

Nota da Redacção: A notícia foi actualizada na referência às legendas em português, que estão disponíveis apenas no site da iniciativa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.