Nas últimas semanas a Europa tem estado pintada totalmente a vermelho nos mapas da ECDC, um código de cor que representa a existência de mais de 500 casos positivos de COVID-19 por 100 mil habitantes. A situação não se alterou e esta semana o cenário é semelhante.

Os dados do Centro de Controle de doenças europeu (ECDC na sigla em inglês) foram atualizados esta quinta feira, mostrando que nos últimos 14 dias Portugal e o resto da Europa ocidental continuam pintados a vermelho escuro pela progressão de infeções de  COVID-19 apesar da redução das medidas de contenção que está em curso um pouco por toda a União Europeia.

Veja as imagens

Os dados comparam com a semana passada, em que Portugal não forneceu dados e por isso aparecia no mapa em cinzento. A falta de dados de vários países obrigou mesmo a ECDC a corrigir os mapas depois de publicados, com informação da Dinamarca e Malta.

Segundo o boletim epidemiológico da DGS, divulgado ontem, estão internadas 1.646 pessoas, menos 117 do que na terça-feira, enquanto nas unidades de cuidados intensivos estão 101 pessoas, menos 10. Nem todos os internamentos se devem à covid-19, podendo ser motivados por outras patologias, apesar da existência de infeção com SARS-CoV-2.

O número de casos ativos diminui para 466.508, menos 1.370 do que na terça-feira, e tinham sido dadas como recuperadas 14.500 pessoas, para um total de 2.732.009 desde o início da pandemia.

Deixaram ainda de estar em vigilância 15.570 contactos, mas as autoridades de saúde ainda mantêm 459.334 pessoas nestas condições.

Desde março de 2020 foram infetadas em Portugal com o SARS-CoV-2 pelo menos 3.219.439 pessoas e foram declaradas 20.922 mortes associadas à covid-19.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.