A parte não utilizada da bolsa de 2,3 milhões de dólares para financiar
o desenvolvimento do sistema operativo open source OpenBSD foi retirada
pela Defense Advanced Research
Projects Agency (DARPA) - agência de defesa dos Estados Unidos responsável
pela criação da Internet -, afirmou recentemente Theo de Raadt, líder do
projecto, informado da decisão através de um email enviado por um professor encarregado de administrar a bolsa .

A razão para a remoção do montante inicialmente prometido não foi
indicada a de Raadt, embora este suspeite que esteja relacionada com
receios de que estivesse a ser atribuído demasiado dinheiro a investigadores
estrangeiros e com as declarações contra a guerra efectuadas por si a
jornalistas.

Do total do montante atribuído pela DARPA, cerca de um milhão de
dólares tinham sido alocados para acrescentar novas funcionalidades de
segurança ao OpenBSD, uma plataforma livre que muitos consideram ser a implementação mais segura de um sistema Unix. Grande parte do trabalho já tinha sido concluída.


Com esta decisão, o projecto encontra-se em dificuldades financeiras
para assegurar os 30 mil dólares que faltam para realizar a iniciativa
Hackathon, uma sessão de programação com a duração de 8 a 20 de Maio e que deverá juntar 60 programadores de todo o mundo, no Canadá.

A DARPA, entidade do Departamento de Defesa dos Estados Unidos que
financia iniciativas de investigação e desenvolvimento e que é mais conhecida
por ter disponibilizado os recursos necessários para o projecto que deu origem
à Internet, concedeu a bolsa em 2001 como parte dos seus projectos
Composable High-Assurance Trusted Systems (CHATS), dedicados à
protecção de sistemas informáticos face a código malicioso.

O projecto concluiu a maior parte do trabalho nos primeiros três meses
em que recebeu a verba da bolsa e tinha recentemente utilizado o dinheiro para
financiar mais melhorias de segurança ao software. Theo de Raadt
estima que ainda ficou 15 por cento do montante para gastar, o que,
afirma, iria garantir a manutenção do projecto durante mais seis meses. A
candidatura à bolsa foi originalmente apresentada por Jonathan Smith, um professor
de ciências de computação na Universidade da Pensilvânia.

Dois dias antes do corte do financiamento, Smith afirmou a de Raadt por
telefone que várias pessoas na universidade e na DARPA se sentiam
desconfortáveis com os comentários anti-guerra do
programador, que apareceram no jornal Globe & Mail de Toronto no início de Abril. Mas uma
porta-voz da DARPA, citada pela InfoWorld, negou que de Raadt estivesse a ser
sancionado pelas suas críticas e que o programador estava enganado em relação ao corte do financiamento, tendo acrescentado que a DARPA se encontrava a
analisar o projecto apresentado pela universidade.

A versão 3.3 do OpenBSD deverá estar disponível no dia 1 de Maio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.