Em apenas um mês foram vendidas mais de 60 milhões de aplicações para os equipamentos iPhone e iPod Touch na App Store, declarou Steve Jobs em entrevista ao Wall Street Journal. Segundo o responsável, as receitas provenientes desses programas chegaram aos 30 milhões de dólares, com 70 por cento do valor a reverter para os autores das aplicações.



Se o volume de vendas se mantiver, a Apple espera facturar 360 milhões de dólares por ano com a loja e, que sabe, "chegar aos mil milhões de dólares" num futuro próximo.



Dos 21 milhões de dólares encaixados pelos programadores no primeiro mês, cerca de 9 milhões ficaram nas mãos dos autores dos 10 programas mais procurados. A Sega, por exemplo, reclama ter vendido mais de 300 mil cópias do jogo Super Monkeyball - que custa 9,99 dólares - em 20 dias.



Quem também está interessada em entrar na loja da Apple é a IBM. A fabricante quer levar o software Lotus Domino Web Access, ou Lotus iNotes, ao iPhone 3G, garantindo aos utilizadores o acesso rápido a emails, agenda e contactos.



A IBM garante ainda que, com este software, os utilizadores terão acesso a uma fácil visualização da caixa de entrada do Lotus, à leitura de emails com opção para visualizar detalhes, a capacidade para anexar e enviar arquivos, visualização rápida do dia no calendário e de encontros, todos os dias de eventos, lembretes e aniversários, entre muitas outras funções referentes a contactos.



Notícias Relacionadas:

2008-07-10 - Loja de aplicações para iPhone estreia com mais de 500 títulos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.