Anualmente, a Apple organiza a Worldwide Developers Conference (WWDC), um evento onde são reveladas algumas novidades da empresa, mais concretamente relacionadas com atualizações dos seus sistemas operativos, software e outras tecnologias direcionadas aos estúdios e produtores. Este ano, devido à pandemia da COVID-19, o evento realiza-se de forma virtual, esperando-se atualizações como o iOS 14, a nova geração do sistema operativo de smartwatches watchOS 7, assim como novidades para o macOS.

Segundo avança a Bloomberg, a Apple poderá fazer uma revelação de peso, a nível de hardware, que passa pela transição estratégica de chips do Mac. Até aqui fornecidos pela Intel, os próximos modelos podem recorrer aos chips de 12 núcleos da ARM, com um design personalizado para o Mac. Os novos processadores terão a mesma abordagem de design do iPhone e iPad, ainda que funcionem num sistema operativo próprio.

A revelação neste evento faz sentido, para avisar a mudança aos produtores, para que estes adaptem os seus produtos à nova arquitetura, prevista para os modelos de 2021. A Apple ainda não oficializou a data do evento, mas será certamente na mesma semana de 22 de junho, para manter a tradição anual.

Ainda relativamente ao chip, este pode beneficiar do processo de fabricação de 5 nanómetros, e tornar-se ainda mais poderoso que todo alinhamento dos computadores MacBook Air. O objetivo desta mudança é melhorar a performance dos computadores e uma maior eficiência de bateria. Por outro lado, o custo unitário da fabricação destes chips é menos dispendioso.

Fala-se ainda de computadores com melhor performance geral no que diz respeito à placa gráfica e também da inteligência artificial em geral. O novo processador pode levar a gigante tecnológica a recuperar o MacBook de 12 polegadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.