A próxima actualização do sistema operativo Mac OS X da Apple, que recebeu o nome de código de Leopard, vai melhorar uma série de componentes já integrados na actual edição, mas introduz também algumas novas funcionalidades. O Leopard é a sexta grande renovação do Mac OS X e deve ser distribuido só na Primavera de 2007, integrando de raiz o Boot Camp, Front Row e o Photo Booth.

Entre as dez principais funcionalidades na nova versão do sistema operativo destaca-se o novo Time Machine, um sistema de backups automático que pode fazer uma cópia de segurança dos discos rígidos para um servidor, facilitando a recuperação de um ficheiro específico ou de todo o sistema em determinado ponto.

Outra das novidades é o Core Animation, uma nova funcionalidades que permite a renderização conjunta de diferentes camadas de documentos media, tais como texto, vídeo e imagens. Ainda na área de multimédia a integração do Front Row e do Photo Booth, que facilita os auto-retratos, são duas adições a salientar.

No campo de melhorias de funcionalidades actuais, a Apple garante ter tornado mais simples e flexível o controle parental, adicionando novas características ao Mail e ao iChat.

Para a gestão do sistema o novo Spaces deverá facilitar a criação e costumização de desktops virtuais, que melhoram a gestão de diferentes ambientes de trabalho e lazer.

Steve Jobs salientou ainda na sua apresentação o facto do Leopard ter um suporte completo a aplicações de 64-bits, não limitado à camada de Unix. O suporte nativo aos 64 bits permitirá tirar partido da capacidade de processamento dos novos processadores enquanto garante a compatibilidade com as aplicações de 32 bits.

Transição completa

A Apple aproveitou ainda esta conferência para apresentar o Mac Pro e o Xeon Xserver, completando a transição da sua linha de produtos para "Intel inside", um ano depois de ter anunciado a sua mudança para os processadores da Intel.

O Mac Pro é o primeiro desktop empresarial com processador Intel e vai começar a ser comercializado imediatamente por um custo de 2.499 dólares na configuração standard.

O novo servidor com processadores Xeon, que estará à venda só em Outubro, suporta dois processadores Dual-core Xeon a 3.0 GHz, o que melhora em cinco vezes a performance dos seus antecessores, adianta a empresa em comunicado. Os servidores incluem ainda mais capacidade em disco para além de outras possibilidades em dezenas de configurações possíveis.

A Apple não referiu se poderá adoptar em breve os novos processadores Core 2 Duo que a Intel apresentou recentemente, apesar de alguns fabricantes de PCs já estarem a trabalhar nesse sentido.

Notícias Relacionadas:

2006-07-27 - Intel avança com 10 novos processadores Core 2 Duo

2006-04-05 - Apple abre Mac OS X ao mundo Windows

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.