O Enterprise Resource Planning (ERP) parece ser uma tecnologia de mérito comprovado e em crescimento no sector da banca, segundo revela um estudo realizado pela European Business School (EBS), com o patrocínio da SAP. Entre os quadros gestores dos 100 maiores bancos do mundo inquiridos, aproximadamente 50 por cento já utilizam um software standard ERP, quando 14 por cento mostra intenções de comprar este tipo de soluções.



Há cinco anos, os pacotes standard representavam menos de 40 por cento do software utilizado nos bancos, mas a EBS prevê que o número atinja os 60 por cento durante os próximos anos.



A passagem para o software standard denota uma grande mudança na posição dos bancos, que tradicionalmente preferiam apostar na utilização de sistemas de software desenvolvidos e personalizados internamente. A escolha pelas soluções standard surge como resposta a uma concorrência mais renhida, a menores margens, a novas imposições legais, e a cada vez mais fusões e aquisições.


"As pressões competitivas obrigaram os bancos a centrarem-se na forma de integrar os sistemas de TI, utilizando os activos de TI já existentes, criando valor, enquanto, por outro lado, constroem e implementam soluções adicionais ou passam por uma fusão ou aquisição", salienta-se no estudo.



Melhorar a eficiência dos processos empresariais e a necessidade de maior transparência e qualidade na informação são as duas principais razões citadas para a adopção de um sistema ERP no sector da banca, segundo os inquiridos. A facilidade de utilização é também citada como um factor-chave nas decisões de compra.



A maioria dos bancos inquiridos, perto de 60 por cento, prefere utilizar soluções de TI de diversos fornecedores, a adquirir todo o software a um único fabricante. A integração surge como um factor importante para os bancos envolvidos em fusões e aquisições, onde seja necessária a integração de dados de múltiplos cenários de TI, ressalva o estudo.



Na identificação dos principais critérios para o sucesso da implementação de um sistema ERP, os gestores bancários apontam o apoio dos quadros superiores, a existência de directrizes exactas e um envolvimento antecipado dos utilizadores.



Do inquérito exaustivo aos quadros gestores do sector da banca, a EBS conclui ainda que a evolução dos sistemas de TI para arquitecturas flexíveis, adaptáveis, orientadas para os serviços, e que facilitem a integração, irá tornar o software standard ERP cada vez mais atraente para os bancos.



Notícias Relacionadas:

2003-04-16 - SAP Portugal e Sinfic assinam acordo de parceria orientada para PMEs

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.