com o apoio MEO
Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui

Bloqueio de aeroporto de Gatwick pode não ter sido causado por drones

Este artigo tem mais de 2 anos
O avistamento de dois drones suspeitos nas imediações do segundo aeroporto mais movimentado do Reino Unido foi avançado desde o início como explicação para cancelar voos, mas agora as autoridades admitem que pode não ter havido nenhuma atividade real.
Bloqueio de aeroporto de Gatwick pode não ter sido causado por drones
Tek
A polícia britância tinha detido dois suspeitos, mas estes já terão sido libertados. Segundo os jornais, há um drone danificado que está a ser analisado mas as autoridades não têm a certeza de que terá existido qualquer atividade destes aparelhos nas imediações do aeroporto que possa ter colocado em causa a segurança dos aviões.
Os dois detidos, um homem de 47 anos e uma mulher de 54 anos, já não são suspeitos do incidente de Gatwick, mas a investigação prossegue para identificar os responsáveis pelos drones que terão sido avistados junto do aeroporto, isto apesar das autoridades admitirem agora que estes podem não ter sequer existido, como indicou um porta-voz da polícia de Sussex à BBC.

O aeroporto foi encerrado por duas vezes depois de testemunhas terem reportado o avistamento de pelo menos dois drones. Desde a passada quarta feita mais de mil voos e 140 mil pessoas foram afetados, e só na sexta feira o aeroporto retomou a atividade normal. Mesmo assim, nesse dia foi ainda temporariamente suspensa a atividade devido a um novo avistamento, mas terá sido usada tecnologia israelita para bloquear voos, com o sistema Drone Dome que bloqueia as comunicações.

O aeroporto de Gatwick está a oferecer uma recompensa de 50 mil libras a quem identificar o responsável pelo caos gerado pela suspensão de voos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Deve estar ligado no Facebook para poder ver e interagir com este artigo.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.