A análise é da IHS que apurou um custo de produção para a consola da Microsoft na ordem dos 471 dólares. Tendo conta que o preço final da consola é de 499,99 dólares, sobrarão apenas 28,99 dólares de lucro. A componente mais cara da consola será o processador da AMD, uma opção da Microsoft semelhante àquela que a Sony também fez para a PlayStation 4. Custará 110 dólares.



Outro custo relevante na consola é o do sensor Kinect, que foi melhorado e atualizado. Terá um impacto de 75 euros nos custos de fabrico da consola. A Microsoft pagará ainda 60 dólares pela memória DDR3 e 15 dólares pelo comando fabricado pela Marvell, valores que se somam aos de outras componentes.



A mesma empresa tinha já avaliado os custos de produção da PlayStation 4, o que permite agora comparar valores para os dois equipamentos e concluir que a Xbox One tem um custo de produção 90 euros mais cara que a concorrente.



É sabido que o negócio das consolas é de pouca margem. Ainda no início deste ano um especialista em consolas fazia as contas e concluía que em mais de 70 milhões de consolas vendidas, Microsoft como a Sony terão vendido mais de 40% já com preços mais baixos que os preços de lançamento.



Isto terá originado perdas de 2,99 mil milhões de dólares para a Sony com a PlayStation e perdas de 4,95 mil milhões de dólares para a Microsoft.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.