A sonda britânica Beagle 2 falhou o segundo contacto de confirmação da chegada ao planeta Marte. O aparelho deverá ter chegado ao planeta vermelho na madrugada de quinta-feira (às 2h54m), depois de uma viagem que demorou seis meses, mas, após duas tentativas, não há confirmação da chegada.




A segunda tentativa de contacto foi levada a cabo entre as 22h00 de quinta-feira e a 1h30 de sexta-feira (horas de Lisboa), a partir do radiotelescópio Lovell, situado em Jodrell Bank (em Manchester na Inglaterra) não teve sucesso tal como a primeira que deveria ter emitido um sinal de aterragem para a sonda mãe pelas 7h30 de quinta-feira, divulgou a Agência Espacial Europeia.




A sonda foi enviada a Marte com o objectivo de recolher dados para investigação e avaliar a hipótese de existir vida no planeta. Com o tamanho semelhante ao de um guarda-chuva aberto a Beagle 2 pretende efectuar pesquisas geológicas e analisar amostras de solo.




A separação da nave mãe (Mars Explorer) ocorreu no dia 19 deste mês a 3 milhões de quilómetros do planeta, distância que foi percorrida em modo de hibernação, aproveitando a força da orbita do planeta, informou o Centro Europeu de Operações Espaciais.




Ao longo dos próximos dias serão levadas a cabo novas tentativas de contacto com o Beagle 2. Se o contacto não for estabelecido a missão planeada será cumprida pela sonda mãe.




Em Janeiro é a vez de chegarem a Marte duas sondas norte-americanas, a Spirit e a Opportunity, que deverão aterrar no planeta a 3 e 24 de Janeiro, respectivamente. As duas sondas partiram da Terra em Junho e Julho transportando robots da NASA do tamanho de um carro de golfe, com seis rodas e 189 gramas de peso que terão como objectivo explorar a geologia do planeta ao longo de três meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.