Os resultados de um Eurobarómetro especial, hoje publicados, mostram que quase 80% dos cidadãos europeus afirmam estar interessados nas descobertas científicas e no progresso tecnológico, um número que ultrapassa as respostas dos que se mostram interessados por desporto, reduzidas a 65%. A capacidade de investigação científica é fundamental para manter a Europa competitiva e garantir o sucesso da Estratégia Europa 2020.

O inquérito que foi realizado pelo órgão de estatísticas do executivo europeu indica que mais de 70% dos cidadãos da Europa consideram que a investigação financiada pela União Europeia será mais importante no futuro e que devem ser desenvolvidas mais iniciativas para estimular o interesse dos jovens pelas questões científicas.

Embora a esmagadora maioria dos cidadãos europeus reconheça os benefícios da ciência e a sua importância, muitos também receiam os riscos inerentes às novas tecnologias e ao poder que o conhecimento confere aos cientistas.

Entre os mais cépticos encontram-se os portugueses. Enquanto apenas um em cada cinco europeus responde que não está de todo interessado nas descobertas científicas e desenvolvimentos tecnológicos, em média, Portugal está entre os seis países em que mais de um terço dos cidadãos revela este desinteresse, com 35% de respostas, em conjunto com a Polónia, Roménia, Lituânia e a Turquia, que ganha com 45% das respostas.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Quanto ao acesso a informação sobre os desenvolvimentos científicos e tecnológicos 61% dos europeus consideram-se muito ou moderadamente informados e mais de 63% admitem que é preciso estimular a participação de mulheres na investigação, o que contribuiria para melhorar a forma como esta é realizada.

O inquérito foi realizado através de entrevistas directas em 32 países europeus entre Janeiro e Fevereiro deste ano, tendo sido entrevistadas mais de 31 mil pessoas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.